metodo-de-pesquisa
Projeto de pesquisa passo a passo
May 6, 2014
monalisa-cabeça-cortada
Modelo Teórico da Mercadoria
May 8, 2014
Mudança no pólo da recepção

Antes o receptor era considerado passivo e agora ativo

O Modelo de Comunicação como Cultura

Trata-se aqui, segundo Lima (2001), da comunicação com significação oposta ao polo da transmissão, isto é, como compartilhamento, como cultura. Em contraposição aos modelos behaviorista, busca-se a compreensão (e não a formulação de leis) das representações e práticas culturais que expressam os valores e significados construídos na relação entre a mídia e as demais instituições da sociedade urbana contemporânea.
Agregam-se a este modelo os estudos sobre as condições de recepção das mensagens e sobre os usos e gratificações gerados pelo consumo das mensagens.

A hipótese dos usos e gratificações trata de uma abordagem atenta aos aspectos individuais, pois está voltada aos processos subjetivos de gratificação das necessidades, suas variáveis fundamentais representam-se da seguinte forma:

    • 1. Necessidades humanas fundamentais em nível biológico e psicológico.
      Em interação com

      • 2. Diversas combinações de características intra-individuais e extra individuais.
        Em interação com

        • 3. Estrutura social, estando nela incluída a estrutura dos sistemas dos meios de comunicação de massa.
          Dão lugar a

          • 4. Diferentes combinações de problemas que o individuo percebe com mais ou menos força
            E também dão lugar a

            • 5. Possíveis soluções para tais problemas
              A combinação de problemas e de soluções relativas dá forma a

              • 6. Motivos para realizar comportamento de gratificação das necessidades e/ou soluções dos problemas
                que se tornam

                • 7. Modelos diferenciados de consumo dos meios de comunicação de massa.
                  E em

                  • 8. Modelos diferenciados de outros tipos de comportamento social.
                    Essas duas categorias fornecem

                    • 9. Modelos diversos de gratificação ou não gratificação
                      Que influenciam

                      • 10. A combinação especifica de características intra-individuais e extra individuais.
                        Assim como, em ultima instancia, também influenciam.

                        • 11. A estrutura do sistema dos meios de comunicação de massa e as outras estruturas (cultura, politica, economia) a sociedade.

Assim o efeito da comunicação de massa é compreendido como consequência das gratificações às necessidades experimentadas pelo receptor: os meios de comunicação de massa são eficazes se o receptor lhe atribui essa eficácia e em que medida, com base justamente na gratificação das necessidades.


O consumidor é visto como ativo e construtor das mediações culturais.


Segundo Defleur, a percepção das consequências das diferenças individuais e da diferenciação social, quanto a comportamento relacionado com as comunicações de massa, conduziu a essa nova perspectiva sobre a relação entre a mídia e a audiência, a perspectiva dos usos e gratificações.
Foi uma mudança de visão da audiência como passiva para a percepção de seus membros serem ativos na escolha de conteúdo e mensagens preferidos da mídia. Teorias anteriores, como a da Bala Mágica, consideravam a audiência como relativamente inerte, aguardando passivamente a mídia transmitir informações que eram então percebidas, recordadas e utilizadas uniformemente. Uma vez esclarecido o papel poderoso das variáveis cognitivas e subculturas, não foi possível conceituar audiências dessa maneira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *