monalisa-cabeça-cortada
Modelo Teórico da Mercadoria
May 8, 2014
modelo-de-comunicação-manipulação
Modelo de Comunicação como Manipulação
October 14, 2016
estudos-sobre-seo

Estudos sobre SEO

Otimização On-Page
A ideia aqui é escolher, para cada página, uma keyword foco diferente (dentre as que você levantou na lista do capítulo anterior).

O Título da Página (“title”) não é necessariamente o título do artigo ou o que aparenta ser o nome da página para os usuários.
É na verdade uma propriedade do código HTML, identificado através daquela frase que aparece em cima do navegador:
Em termos de SEO, o Título da Página é o elemento mais importante para a otimização on-page.
No entanto, muitas vezes seu espaço é ocupado por slogans ou frases que não descrevem bem a página ou não usam as palavras-chave importantes para o negócio (como por exemplo “Home” na página inicial do site).
Como resultado, o Google pode não identificar a relação do seu site com esses termos.
Sendo assim, procure descrever precisamente o que a página aborda.
A ordem das palavras também importa: as primeiras têm maior relevância que as últimas. Além disso, a quantidade de palavras também tem valor: quanto menos palavras, maior a importância delas.
Recomenda-se um tamanho máximo de 63 caracteres: apesar de o Google conseguir ler títulos maiores que isso, essa é a quantia que costuma aparecer nos resultados orgânicos.
Você pode seguir algumas regras simples para a implantação de títulos no seu site:


    • Crie um título único por página.
    • Use a palavra-chave principal no início do título.
    • Este título precisa ser coeso com o conteúdo presente na página.
    • Coloque a sua marca no final do título (sempre que julgar a sua marca um diferencial).
    • Evite colocar uma série de termos separados por vírgula.

A Meta Description é um código inserido na página que não tem peso como fator de rankeamento, ou seja, o texto que ali estiver não vai te fazer estar bem ou mal posicionado para uma palavra-chave.
No entanto, é aquele fragmento que costuma aparecer na página de resultados e serve para mostrar para o usuário o que a página aborda e convencê-lo de que vale a pena abrir para ler.
preencher a Meta Description com um texto atrativo pode aumentar muito a taxa de cliques quando seu site aparecer entre os resultados.
Você pode seguir algumas regras interessantes para este elemento:


      • Para uma pessoa, a meta description precisa ser chamativa, interessante, informativa, curiosa e com um toque de call-to-action.
      • Pode, mas não deve conter mais do que 160 caracteres.

O Google procura pelas palavras-chave também no endereço da página – URL.
Por isso recomenda-se que ele seja descritivo e que tenha relação com o título da página e os demais elementos que veremos.
Um bom exemplo seria algo como http://site.com.br/nome-do-post.

De maneira simples, links internos são links em seu site que apontam para outro artigo ou página dentro do seu próprio site.
A estruturas de links internos e arquitetura do site são fatores muito importantes para otimização de SEO on-page, ou seja, que otimiza a estrutura interna do site sem influência externa, diferente do off-page, que parte de uma fonte externa ao seu site.
Uma estratégia bem definida de linkagem interna é uma técnica muito poderosa a favor da otimização do seu site, principalmente se sua empresa possui um blog e trabalha com produção de conteúdo.

Quando pensamos em otimizar imagens para a busca no Google, existem 3 itens a verificar:


        • O nome do arquivo da imagem.
        • Seu texto alternativo.
        • O contexto.

Como o robô do Google (ainda) não consegue “olhar” para uma imagem e interpretar o que há nela, os três itens o ajudam a determinar qual o assunto da imagem inserida naquela página.
Precisamos que todas as imagens tenham nomes amigáveis, ou seja, que descrevam a imagem apenas pelo nome do arquivo.
Nunca inclua a imagem por Javascript ou posicione-a com CSS para “ficar mais próximo” de um conteúdo.
O Google sempre vai ler onde ela está em seu HTML para assimilar o assunto (texto) com a imagem, determinando assim o assunto geral que é tratado na imagem.

No código de uma página, é possível determinar subtítulos que indicam a prioridade de algumas partes da página. Eles variam do 1 ao 6, sendo o 1 o conteúdo mais importante.
Os headings são indicados pelo código H1:

parte escolhida como cabeçalho

O conteúdo em texto simples nada mais é do que o próprio conteúdo da página.
Por exemplo, se você definiu que a palavra-chave foco de uma determinada página é “escavação de piscinas” e colocou essa palavra no page title, nos headings e nas imagens, usá-la ao longo do texto na página também é uma forma de dar mais relevância a esse termo.
Siga esta “receita”:


    • Menciono a palavra alvo no conteúdo?
    • Em quantidade razoável?
    • Os usuários ficam satisfeitos com a quantidade de ocorrências ou parece que “só tem” esse termo na página?
    • Utilizo variações parciais?
    • Utilizo sinônimos?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *