funcionalismo
O Modelo de Comunicação como Função
April 4, 2017
cerimonial-e-protoloco-mesa

Escrito por Cleuza G. G. Cesca no Manual de redação oficial da Presidência da República

CERIMONIAL = POMPA, FORMALIDADE;

PROTOCOLO = REGRA, PADRÃO DE CONDUTA.

Formas de tratamento

Definem a forma com que devemos nos dirigir às autoridades de forma verbal e escrita. Fazem parte do protocolo.

Vossa Excelência / Excelentíssimo Sr:

Presidente da República;
Vice-Presidente da República;
Ministros de Estado;
Secretários Executivos dos Ministérios;
Procurador Geral da República;
Governadores de Estado e do Distrito Federal;
Vice-Governadores;
Prefeitos Municipais;
Secretários de Estado;
Senadores, Deputados Estaduais e Federais;
Ministro do Tribunal de Contas da União;
Presidentes e Conselheiros dos TCEs;
Oficiais Generais das Forças Armadas;
Desembargadores, Juízes e Promotores de Justiça;
Embaixadores e Cônsules;
Vereadores Presidentes das Câmaras Municipais.
AUTORIDADES ECLESIÁSTICAS:

PAPA

Vossa Santidade (V.S.)
Santíssimo Padre
CARDEAIS

Vossa Eminência (V.Emª)
Eminentíssimo Senhor (Emmº Sr.)
BISPOS E ARCEBISPOS

Vossa Excelência Reverendíssima
Excelentíssimo e Reverendíssimo Sr.
AUTORIDADES MONÁRQUICAS

CLÉRIGOS, SACERDOTES E RELIGIOSOS

Reverendo (Revdº)
REIS, RAINHAS E IMPERADORES

Vossa Majestade (V.M.)
PRÍNCIPES E PRINCESAS

Vossa Alteza (V.A.)
DEMAIS AUTORIDADES

REITORES DE UNIVERSIDADES

Vossa Magnificência
Magnífico Reitor
DEMAIS AUTORIDADES

Senhor …
Exemplos:
– Senhor Coronel; Senhor Subsecretário; Senhor Diretor, etc.

Obs: Estão abolidas as formas: Ilustríssimo (ILMO) e Digníssimo (DD ou MD).

Precedência

As regras de precedência estabelecem a hierarquia entre as autoridades dos diversos segmentos. Esta hierarquia é estabelecida atribuindo-se a cada autoridade seu respectivo nível de escalonamento.

Ordem de pronunciamento

O pronunciamento é um opção de cada autoridade, pois fica a critério de cada participante da mesa em se pronunciar ou não, mas, a princípio, trabalha-se com a hipótese que todos farão o uso da palavra. Dessa forma, o anfitrião faz a abertura e posteriormente, o mestre de cerimônia anunciará as demais autoridades, começando pela autoridade “menos” importante até chegar ao anfitrião, que fará seu discurso e encerará o evento.

Compete ao Cerimonial:

Informar a autoridade de que ela terá a oportunidade de pronunciar-se e, confirmar seu interesse em fazer uso da prerrogativa;
Informar o momento da cerimônia em que a autoridade será convidada a fazer seu pronunciamento e, se possível;
Informar o tempo disponibilizado para a realização do discurso.

Composição da mesa de honra

Ao organizar uma cerimônia, mais precisamente na hora de elaborar o roteiro, precisamos saber o lugar à mesa de cada convidado considerando a precedência do cargo. Logo, devemos nos atentar ao Decreto nº 70.274 de 09 de março de 1972, pois é ele que rege o cerimonial público no Brasil e contém todas as informações pertinentes ao cerimonial.

Alguns autores que abordam este assunto, aconselham compor a mesa principal com até sete pessoas, pois dessa forma distingue-se o centro, que no caso é ocupado pelo anfitrião, colocando-se a sua direita o convidado de honra ou cargo mais importante e à sua esquerda o convidado de cargo inferior aquele.

No caso de número par, traçamos uma linha imaginária na vertical, a sua direita ou ao centro mais próximo dela ficará o anfitrião e a esquerda da linha o convidado com o cargo mais importante, sempre seguindo esse ordenamento de direita e esquerda sucessivamente.

Sempre que uma solenidade contar com a presença do presidente da república, ele presidirá a cerimônia, e a sequência seguirá a lógica hierárquica. Agora, nos casos omissos, caberá ao Chefe do Cerimonial esclarecer as dúvidas baseado no protocolo.

Símbolos nacionais

A Bandeira Nacional pode ser usada em todas as manifestações do sentimento patriótico dos brasileiros, de caráter oficial ou particular. É muito comum em eventos utilizarmos a bandeira e o hino nacional sempre em conformidade com os artigos da Lei 5.700, de 1º de setembro de 1971, que aborda também sobre a apresentação dos símbolos nacionais.

A Bandeira Nacional, em todas as apresentações no território nacional, ocupa lugar de honra, compreendido como uma posição:

Central quando com outras bandeiras, pavilhões ou estandartes, em linha de mastros, panóplias, escudos ou peças semelhantes;
Destacada à frente de outras bandeiras, quando conduzida em formaturas ou desfiles;
A direita de tribunas, púlpitos, mesas de reunião ou de trabalho.

Roteiro para Mestre de Cerimonias

MC – Senhoras e senhores, bom dia!

MC – Bem Vindos ao evento de encerramento do curso de Planejamento e Organização de eventos do curso  do segundo ano de Jornalismo da Unilago.

As palestras terão como tema: Plataformas Comunicação e os desafios do profissional de comunicação no mercado de trabalho.

MC – Composição da mesa diretiva ou de honra (a chamada é do mais importante para o menos, usando as formas de tratamento correspondentes)

MC – Convite para ouvirem/cantarem o hino nacional brasileiro e outros hinos

MC – Passar a palavra ao coordenador da mesa ou maior autoridade presente, para fazer uma breve acolhida aos presentes e dar por aberto o evento.

MC – Registrar a presença de outras autoridades.

MC – Convidar para o pronunciamento a menor autoridade, e assim, sucessivamente.

MC – Por ultimo chamar a maior autoridade para o seu discurso.

Término da fase de pronunciamentos/discursos; a mesa é desfeita, as autoridades são convidadas a sentar-se na primeira fileira para assistir as palestras.

MC – Dar prosseguimento de acordo com a necessidade do tipo de evento.

PALESTRA DE ABERTURA

A palestra de abertura terá o seguinte tema: Planejamento de eventos Municipais e será proferida por Ana Carolina de Araújo Silva  e terá a duração de  40 minutos

Incluir mini currículo.

MC – Agora a abrimos a sessão  de perguntas que serão feitas através do microfone que está disponível através da Recepção e Atendimento e terá a duração de 10 minutos.

Ao fim da palestra agradecer o palestrante e dar prosseguimento ao evento.

Convidamos a todos para o coffee break que será servido na mesa ao lado. Voltaremos para a palestra de fechamento em 30 minutos.

PALESTRA DE FECHAMENTO  palestra de fechamento terá o seguinte tema: Planejamento de Marketing e Organização de Eventos Esportivos e será proferida por Vinicius de Paula  e terá a duração de 40 minutos

Incluir mini currículo.

MC – Agora a abrimos a sessão  de perguntas que serão feitas através do microfone que está disponível através da Recepção e Atendimento e terá a duração de 10 minutos.

Ao fim da palestra agradecer e dar prosseguimento ao evento.

MC – Convidar a maior autoridade para encerrar o evento.

MC – Convido a Sra. Andreia, responsável pela Recepção e atendimento do evento, para a entrega do certificado a palestrante Ana Carolina Araújo

Convido a Sra. Suelen, responsável pela Recepção e atendimento do evento, para a entrega do certificado ao palestrante Vinicius de Paula (Ver formas de tratamento segundo o cargo/currículo de cada um)

MC – sorteio?

MC – Agradecemos a ??? aos patrocínios, apoios, permutas, funcionários, etc.;

MC – Por favor preencham a folha de avaliação do evento  e entreguem à equipe de recepção e  atendimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *